Praia da Saudade

Foto gentilmente cedida por Maria Aparecida Vieira Gonçalves (Cida)
Foto gentilmente cedida por Maria Aparecida Vieira Gonçalves (Cida)

Tempos idos, que acordam cada vez que se olha uma imagem, um cheiro, um som ou um sonho.

3 comentários em “Praia da Saudade

  1. Que história, Dalton.

    Aliás, caso queira, e tenha tempo, para relatar suas lembranças nas imagens que postamos e que ainda postaremos aqui no link “memória”, sinta-se à vontade. Vamos procurar guardar neste espaço a existência histórica de Coqueiros, para que possamos lembrar, relembrar e deixar um registro público para os que ainda virão. Valeu, amigo!

  2. Trampolim antigo com o Bar e Restaurante Arrastão, propriedade de Senhor Manoel de Menezes, pai do Cacau…No início dos anos 60 o “quatro” do trampolim era um escorregador de madeira, onde as pessoas subiam na parte mais alta e escorregavam até a água… Más como a mente humana é algo incompreensível, algum monstro colocou uma lâmina de barbear na dita madeira, ferindo quase que mortalmente uma garota de 14 anos. A madeira então foi retirada para nunca mais voltar…Meu pai, hoje já com idade bem avançada ajudou a socorrer a moça, más sempre nos fala que acredita que ela não sobreviveu, tamanho o corte…

Deixe uma resposta