Plano Diretor: o que está acontecendo?

Por Beatriz Kauduinski Cardoso *

Instituições renomadas como Universidades, Conselhos de Arquitetura e Engenharia e a Ordem dos Advogados do Brasil tem criticado o novo Plano Diretor de Florianópolis.

Empresários da construção civil questionam a nova lei porque ainda não tem aplicabilidade, e pela demora na aprovação de projetos.

Por outro lado, aqui em Coqueiros, construções andam em ritmo rápido e a população se revolta com o número de prédios novos, com o trânsito caótico, os estacionamentos lotados e o agravamento dos problemas de segurança. As mazelas urbanas crescem a olhos vistos e a impressão é que se intensificaram depois da nova Lei.

Foto: Viva Coqueiros
Foto: Viva Coqueiros

O novo plano que esperançava muita gente conseguiu desagradar a todos!

Sabendo disso, numa atitude que ainda não convenceu a sociedade, o Poder Público (IPUF) tem chamado a população para oficinas comunitárias com o propósito de debater os problemas encontrados no novo Plano Diretor.

Esses encontros também tem sido bastante criticados pois são pouco divulgados;  não constituem oficina de trabalho,  tampouco audiência pública; não tem registro em ata e os documentos necessários à discussão não são apresentados. Até hoje o mapa final de zoneamento sofre ajustes e são usadas escalas que não atendem a necessidade de esclarecimentos aos moradores.

Audiência do Plano Diretor em Coqueiros em 30/07/2014. Foto: IPUF
Audiência do Plano Diretor em Coqueiros em 30/07/2014. Foto: IPUF

O órgão municipal de planejamento continua sem estrutura e uma consultoria jurídica de Balneário Camboriú foi contratada para revisar a Lei e propor alterações. Segundo o Secretário de Desenvolvimento Urbano, Dalmo Vieira, que esteve presente na última reunião em Coqueiros, se houverem mudanças que sejam necessárias, novas alterações poderão ser encaminhadas à Câmara.

Ora, ora, se tivessem tido menos pressa no final do ano passado, a Lei não teria mais qualidade, seria mais adequada e não precisaríamos desta nova “revisão” da revisão?

Críticas feitas, vamos lá fazer a nossa parte: buscar informações sobre o que pode e o que não pode, analisar o que é desejável e o que é possível e assim, criticar e sugerir .

Nossa participação e o controle social podem ser a diferença que vai permitir um futuro melhor para as gerações futuras.

Por isso, Coqueirenses, mantenham-se informados sobre os novos encaminhamentos do novo Plano Diretor.

Vamos trazer nossa contribuição aqui na coluna.

Beatriz Kauduinski Cardoso
* Beatriz Kauduinski Cardoso, graduada em Ciências Contábeis pela UFSC, especialista em finanças pela FEPESE/UFSC, especialista em Gestão Urbana e Habitacional pela ÚNICA/ESAG, Mestre em Engenharia Civil pela UFSC na área de Gestão Urbana. Colaboradora da Caixa Econômica Federal desde 1989, com atuação na área de desenvolvimento urbano, especialmente em habitação. Vereadora suplente em Florianópolis, liderança comunitária do Continente e secretária da Associação de Moradores de Coqueiros. Escolheu Florianópolis para morar há 28 anos, casada, mãe de 2 filhas. Morou por 3 anos em Coqueiros no início dos anos 90 e há 10 anos voltou de  vez!  Acredita nas pessoas, que cada um tem algo para contribuir com o bem de todos. Acredita na força do gesto, da iniciativa, da doação sem interesse particular. Acredita num mundo melhor! Não desiste nunca!

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Siga o blog do Viva Coqueiros e receba, em primeira mão, as matérias publicadas aqui. Todas as segundas, a coluna da Beatriz estará na ativa, para falar de Coqueiros e região, e de temas diversos sobre a nossa vida.

Deixe uma resposta