Nós, Cidadãos: disseminadores de boas práticas e cobradores de atitudes – na coluna de Rodrigo Kiko Bungus Ferreira

Por Rodrigo Kiko Bungus Ferreira *

Pessoas ativas em suas comunidades e que chamam pra si a responsabilidade de serem interlocutores dos desejos do povo local junto às autoridades, meios de comunicação, e hoje mais que nunca, nas mídias sociais, vez por outra sofrem com o peso e força daqueles interesses contrariados pelas ideias expostas e críticas feitas.

Nem sempre a pessoa que assume esse papel de divulgador dos problemas da comunidade tem noção de todos os interesses que pode contrariar com as críticas feitas, nem as consequências desses atos e, por isso, vemos com muita frequência essas pessoas acabarem sofrendo perseguições, ameaças e até violência.

 

Foto: Viva Coqueiros

Ser um líder comunitário é mais do que uma faca de dois gumes, ou andar no fio da navalha, é saber se equilibrar numa linha tênue, e costuma arrebentar trazendo graves problemas para si. Vereadores assim como outros legisladores eleitos pra representar e defender os interesses das comunidades que os elegeram, via de regra se bandeiam pro lado daqueles que são os algozes da comunidade, deixando seus eleitores órfãos de representantes.

São raros os legisladores que continuam visitando bairros e procurando saber e sanar problemas das comunidades, saindo do conforto de seus gabinetes, assim como são raros os cidadãos que se dão ao trabalho de ir cobrar providências em gabinetes de políticos ou se unir a outros membros da comunidade em associações de moradores ou outros grupos pra cobrar atitudes de autoridades.

Foto: Rodrigo Kiko Bungus Ferreira

Não esperem as coisas acontecerem na esperança de que alguém abrace a mesma causa que você reivindica, ou que alguma associação tome a responsabilidade de resolver questões de seu interesse sem o seu empenho de ajudar. Tenha consciência de que as mídias sociais se tornaram um ótimo instrumento pra cobrar atuação das autoridades competentes, mas desde que usando o tom certo (sem acusações) e com relatos e fotos claras.

Reunião Parque de Coqueiros
Foto: Viva Coqueiros

Então, mãos à obra, seja você também um disseminador de boas práticas e um cobrador de atitude da administração pública, porque as câmeras de celulares e textos nas mídias sociais se tornaram um dos melhores instrumentos pra isso.

 

 

rodrigo-kiko-bungus-ferreira* Rodrigo Kiko Bungus Ferreira é manezinho nascido na Carlos Corrêa em 1968, morador da Rua Bento Góia em Coqueiros, Florianópolis, no tempo que o bairro tinha muito mais ruas de chão do que pavimentadas, muito mais áreas verdes do que construídas e as águas das baías eram limpas. Biólogo formado em 98 na UFSC, surfista há 34 anos, fabricante de pranchas de surf há 26 anos, viajante desde 94, ambientalista, fotógrafo e empresário do ramo da gastronomia. Luto por tudo que amo, e tenho a total certeza de que a educação, a conscientização e os bons exemplos são os melhores caminhos pra fazer um mundo melhor pra todos.

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Siga o blog do Viva Coqueiros e receba, em primeira mão, as matérias publicadas aqui. Todas as quintas, a coluna do Kiko estará na ativa, para falar de Coqueiros e região, e de temas diversos sobre a nossa vida.

Um comentário em “Nós, Cidadãos: disseminadores de boas práticas e cobradores de atitudes – na coluna de Rodrigo Kiko Bungus Ferreira

  1. Muito bom Kiko, ótima análise das dificuldades ao defender o interesse coletivo.

Deixe uma resposta