Coqueiros Nervoso – na coluna de Beatriz Kauduinski Cardoso

Por Beatriz Kauduinski Cardoso*

O clima andou quente em Coqueiros, bairro de Florianópolis, nos últimos dias, embora o frio do inverno ainda esteja presente.

Durante o mês de agosto, os furtos repetidos dos fios de cobre da iluminação do Parque de Coqueiros, sem uma solução satisfatória por parte da gestão municipal e órgãos policiais, exaltaram o ânimo dos moradores.

O Parque ficou às escuras e quando menos se esperava, os furtos aconteciam novamente. Pedidos e alertas não adiantaram. Aconteceu de novo, de novo e de novo.  Repetidamente, até acabarem todos os fios.

Furtos Cabos Luz Parque de Coqueiros
Foto: Viva Coqueiros

Discussões acaloradas nas mídias sociais, reuniões com autoridades e  moradores elaborando relatórios fotográficos ou agindo como fiscais dos serviços no parque, causaram barulho na imprensa.

As iniciativas dos moradores, entidades comunitárias, blog Viva Coqueiros, Conselho de Segurança, lideranças do bairro e redes de relacionamentos pessoais tiveram que entrar em cena devido a omissão do Poder Público, que não resolveu a situação tempestivamente, de modo a evitar que todos os fios fossem furtados.

Não obstante os episódios desagradáveis, que só pararam quase um mês depois de iniciados, é muito compensador ver esta movimentação toda! Embora por vezes desconexas, as ações de todos tiveram sucesso e forçaram ações efetivas do Poder Público.

Esta luta dos moradores em busca de uma solução e exigindo resposta das autoridades demonstrou que fazemos diferença quando saímos do conforto de nosso dia-a-dia e temos atitudes cidadãs como esta.

Cidadania Coqueiros Floripa
Hilton Antonio Geviéski, idealizador da manifestação, amigo e colaborador do blog Viva Coqueiros

É claro que isso tudo aconteceu em meio a ânimos exaltados, discussões mil, boatos e desconfortos entre moradores e autoridades em alguns momentos.

Passeata Coqueiros Florianopolis
Foto: Luiza Filippo

Entretanto, isto só acontece porque somos um bairro vivo, vibrante, protagonista de nossa própria história. Então continuemos inconformados e indignados! Preferimos assim a um bairro omisso, indulgente e sem vibração.

Foto: Luiza Filippo

E viva Coqueiros nervoso!

 

Beatriz Kauduinski Cardoso
* Beatriz Kauduinski Cardoso, graduada em Ciências Contábeis pela UFSC, especialista em finanças pela FEPESE/UFSC, especialista em Gestão Urbana e Habitacional pela ÚNICA/ESAG, Mestre em Engenharia Civil pela UFSC na área de Gestão Urbana. Colaboradora da Caixa Econômica Federal desde 1989, com atuação na área de desenvolvimento urbano, especialmente em habitação. Vereadora suplente em Florianópolis, liderança comunitária do Continente e secretária da Associação de Moradores de Coqueiros. Escolheu Florianópolis para morar há 28 anos, casada, mãe de 2 filhas. Morou por 3 anos em Coqueiros no início dos anos 90 e há 10 anos voltou de  vez!  Acredita nas pessoas, que cada um tem algo para contribuir com o bem de todos. Acredita na força do gesto, da iniciativa, da doação sem interesse particular. Acredita num mundo melhor! Não desiste nunca!

3 comentários em “Coqueiros Nervoso – na coluna de Beatriz Kauduinski Cardoso

  1. É isso aí, Coqueiros é um bairro diferenciado. Moradores conscientes e engajados. Por isso, acho perfeito o slogan que parece já fazer parte do dia a dia do pessoal daqui: respeito é bom e o bairro de coqueiros gosta! Parabéns a todos que foram às ruas exigir os seus direitos!

  2. Beatriz, nós moradores do Bom Abrigo estamos passando por total abandono por parte das autoridades. Se puderes dar uma olhada na matéria feita no Viva Coqueiros: ” o Bom Abrigo pede socorro, vais ver a nossa situação. Com casos de assalto a mão armada. Invasão de casas, tentativas de estrupo, etc. Gostaria muito q fizestes uma matéria no nosso bairro.

    Att

    Karla Wolk

    1. Karla, o Bom Abrigo tambem esta incluído em nossas matérias. Vamos falar daí sim!!

Deixe uma resposta