Moradora de Coqueiros é agredida e roubada no bairro

A moradora Marina Leal foi roubada ontem, por volta das 20h, na rua Euclides da Cunha, em Itaguaçu. Em seu relato, Marina conta como foi que aconteceu a agressão seguida do roubo de sua bolsa.

Eu, moradora do bairro da Praia de Itaguaçu, aqui em Coqueiros, Florianópolis, estava estacionando meu carro em frente à Academia Ideal Fisioterapia (rua Euclides da Cunha) às 20 horas. Quando estava fechando o carro, passou um motoqueiro e puxou minha bolsa da mão, com força, levando-a e subindo em direção ao Abraão. Não sei dizer se eram um ou dois por causa do susto, e se estavam me seguindo ou estavam parados esperando alguém sair da clínica para roubar.
Bolsa Roubada em Coqueiros Florianopolis
Bolsa que foi roubada tem as iniciais ML no chaveiro
Nunca pensei que fosse ser assaltada nessa rua, onde moro e, principalmente, na frente de uma academia. Temos que tomar providências e solicitar câmeras porque Coqueiros está muito perigoso. Além de todo o susto e a perda de documentação e bens materiais, agora carrego o medo de chegar em casa tranquila. Minha bolsa era da marca Schutz e no chaveiro tinha minhas iniciais M.L. Por favor, se alguém encontrar essa bolsa reparem no chaveiro.
Assalto em Coqueiros Florianopolis
Machucado no braço é a marca da agressão
Amigos, por favor, atentem para o apelo da Marina. Cuidem-se! Não vacilem! Coqueiros não é mais o mesmo, e é com frequência que estamos recebendo relatos de assaltos, roubos, furtos e demais delitos.
Quem encontrar a bolsa da Marina, pode entrar em contato com o Viva Coqueiros aqui no nosso perfil no Facebook.
Viva Coqueiros!
Florianópolis, Santa Catarina.

 

3 comentários em “Moradora de Coqueiros é agredida e roubada no bairro

  1. Muito obrigada pelo recado. Acharam meus pertences, estou muito feliz e agradeço muito a ajuda do blog

  2. gostaria de saber se alguém soube o que aconteceu ontem dia 19 às 14:00 na Rua Professor Bayer Filho em frente ao 211, pois escutamos tiros e muitos policiais, correndo para lá e para cá, trabalho na secretaria da Igreja e ficamos muito assustados, Se alguém souber o que houve por favor divulguem.

  3. Já achei bolsa encontrada na praia depois de roubo. Talvez tenham jogado a bolsa no
    mato porque o que mais querem é dinheiro, mas como era Schultz é mais fácil que vendam em algum brechó…

    Bom, menos mal que foi material, sei que é ruim pensar assim, mas ainda que não usaram
    armas como está acontecendo em cidades maiores…

Deixe uma resposta