Montagens de estruturas para eventos danificam o gramado do Parque de Coqueiros

O Parque de Coqueiros está com seu gramado deteriorado devido às chuvas e às montagens de estruturas para os eventos que acontecem com alta frequência no local

Não é de hoje que o Parque de Coqueiros, localizado no bairro Coqueiros, em Florianópolis, sofre com os excessos de cargas pesadas que trafegam no gramado para depositarem as estruturas de ferro que servem aos eventos.

gramado-parque-coqueiros

O Parque de Coqueiros recebe eventos com alta frequência e, pelo menos, um deles por semana requer a montagem de tendas de proteção. O gramado do Parque acaba prejudicado pois não há tempo para a sua recuperação entre um evento e outro.

gramado-parque-bairro-coqueiros

Para se ter uma ideia, as empresas de montagem chegam ao Parque e iniciam o processo de escolha do local para armarem as tendas. Não há um local certo, determinado pela Secretaria do Continente. Com isso, deliberadamente e sem o auxílio de um responsável pela Prefeitura, começam os furos no gramado. Cada vez que há evento há perfurações na grama.

Veja o vídeo de todo o processo de montagens de estruturas para os eventos que são realizadas com frequência no Parque de Coqueiros.

Práticas que podem ser adotadas para a montagem de estruturas para os eventos no Parque de Coqueiros

Conversamos com alguns frequentadores do Parque para saber as suas opiniões quanto às possíveis soluções para esse problema, que já vem desde o tempo em que a administração do local passou para as mãos da Prefeitura.

Acredito que possa haver, sim, uma maneira de não deixarem o Parque com esse cenário de guerra, só para beneficiar os eventos. Os caminhões não podem entrar no gramado, pois está ficando acabado e feio, cheio de crateras. A saída, que imagino, é descarregar os ferros e toldos no estacionamento, e carregá-los, com um carrinho de mão até o local da montagem. – Ana Clara Nunes, moradora de Coqueiros

Acho que a Prefeitura tem que cuidar da grama como os times de futebol cuidam dos gramados de suas arenas. Sim, queremos que os políticos se preocupem com as pessoas e com os ambientes em que vivem. Nós, a comunidade, somos os camisas nota 10! – João Antônio Beviláqua, morador de Coqueiros

Curta a página do Viva Coqueiros lá no Face

Eu nunca vi tanto desleixo em uma cidade que se vende como turística e que exalta o título de uma das capitais com melhor qualidade de vida do Brasil. Qualidade de vida é composta por diversos fatores, inclusive o respeito ao meio ambiente. O que a gente está vendo aqui no Parque de Coqueiros, com essas toneladas em peso, trafegando na grama, é uma total falta de preocupação com o ambiente ecológico e comum a todos, e com as pessoas. Portanto, devemos ligar pra Secretaria do Continente e solicitar, com urgência, um local, fora do gramado, para que os caminhões estacionem. – Carlos Alberto Nascimento, morador do Estreito e frequentador do Parque.

Pessoal, fica aqui o espaço para que você dê a sua opinião. Qual é a melhor maneira de solucionar o problema dos caminhões que entram no gramado do Parque para realizar a montagem das tendas para os eventos? Você tem alguma ideia? Comente aqui!

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina.

Siga o blog do Viva Coqueiros e receba, em primeira mão, as matérias publicadas aqui.

É permitida a reprodução total ou parcial deste conteúdo desde que preservada a fonte:http://www.vivacoqueiros.com

Um comentário em “Montagens de estruturas para eventos danificam o gramado do Parque de Coqueiros

  1. O parque de Coqueiros não tem um ambiente para apresentações, a não ser uma pequena área cimentada no lado sul, próximo do mar e da sede administrativa.
    Estes eventos tem que ocorrer em ambientes amplos e que tenham condições de absorver o publico interessado.
    Sugiro a Passarela Nego Quirido. Se hj ela está fechada, quase intransponível para o público, que ela seja aberta, e que as pessoas circulem por lá livremente.
    As atrações seriam instaladas na passrela e o comunidade circularia entre as atrações oou, se for o caso, ficaria nas arquibancadas.
    O Parque de Coqueiros é meio parecido com as pontes (Hercilio Luz; Colombo Sales e Pedro Ivo), que foram construídas e NUNCA FORAM MANTIDAS!!. A única diferença é que o Parque de Coqueiros foi construido pela comunidade e, depois de pronta, acabou sendo absorvida pelo Município.
    Se o Município não tem compétência para administrar e conservae esse patrimônio, que além da obviedade de ser do povo, FOI CONSTRUÍDO PELO POVO, saia fora e deixe novamente a administração por conta da Comunidade.
    Quem quizesse e tivesse condições de usá-lo, se responsabilizaria pela devolução em perfeitas condições.
    O estacionamento, que hj é utilizado por terceiros que não os usuários do Parque, teria seu acesso cobrado (exceto para seus usuários e enquanto os usuários estiverem no parque.
    Os comerciantes que ficam na beira da pista teriam espaços, condições; legalidade perfeitamente estabelecidos

Deixe uma resposta