Proliferação de caramujos africanos na Praia do Bom Abrigo

caramujo-praia-bom-abrigo-bairro-coqueiros-florianopolis

Moluscos encontrados na Praia do Bom Abrigo, região de Coqueiros, em Florianópolis, podem transmitir verminoses, conforme dados da Organização Mundial da Saúde.

Caramujos africanos foram encontrados na Praia do Bom Abrigo, na região de Coqueiros, em Florianópolis, neste mês de maio. Os moluscos estão em um terreno baldio, que está à venda, sem limpeza ou conservação.

A informação da Organização Mundial da Saúde, o vetor mais frequente da doença no país é o Caramujo Gigante Africano, trazido para o Brasil na década de 80 para ser comercializado como escargot. Os moluscos ingerem fezes de roedores contaminadas com as larvas. Ao se locomoverem, liberam um muco contaminado que pode infectar humanos por meio de legumes, frutas e verduras mal lavados. O molusco, além de causar doenças, é responsável por prejuízos na agricultura.

Segundo o Instituto Chico Mendes, no GUIA DE ORIENTAÇÃO PARA O MANEJO DE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS


Quando da aquisição de materiais externos como solo, leivas de grama, tijolos, madeira, lenha e outros potenciais vetores de introdução de espécies, verificar a origem para assegurar que procedam de áreas livres de espécies exóticas invasoras, especialmente no caso de plantas. Pode haver introdução de lagartos, de ovos de caramujo-gigante-africano (Achatina fulica) e outros invertebrados com materiais de construção, que deveriam, idealmente, ser fumigados a fim de evitar esse problema. Cuidados durante o recebimento desses materiais a fim de verificar a presença de espécies exóticas são importantes como medida preventiva, preferencialmente realizando a inspeção antes de chegar à UC ou em área onde seja viável conter animais eventualmente aportados.

Dicas de como evitar contato com os Caramujos africanos

1. Nunca comer os moluscos capturados, tampouco criá-los. 

2. Para capturá-los, utilize luvas ou sacos plásticos para proteger as mãos.

3. A melhor ocasião para capturar os moluscos é no crepúsculo e/ou dias nublados e chuvosos, pois é quando saem de seus abrigos em maior número.

4. Para destruí-los, coloque os moluscos encontrados em um balde com água e bastante sal de cozinha (NaCl), até que parem de se mexer. Depois, quebrar as conchas para que a água da chuva não fique nelas e depois enterrar ou por no lixo.

5. Os ovos dos moluscos, pequenos e de cor clara e duros, devem ser destruídos por fervura em água antes de colocá-los no lixo.

6. Não só os caramujos gigantes podem representar riscos, então evite manusear outras espécies de moluscos como lesmas e caracóis de jardim, pois podem ser também hospedeiros de Angiostrongilíase, principalmente em ambientes com presença de roedores.

7. Antes de consumir hortaliças, lavar cuidadosamente e desinfetar com solução clorada todas as folhosas que serão consumidas cruas.

8. Evitar lixo em quintais, jardins e terrenos.

Sérgio Bocalini, vice-presidente executivo da Associação dos Controladores e Vetores de Pragas Urbanas (APRAG)

Praia do Bom Abrigo – terreno baldio em péssimas condições é o habitat dos caramujos africanos

 Curta a página do Viva Coqueiros no Facebook

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina

Siga o blog do Viva Coqueiros e receba, em primeira mão, as matérias publicadas aqui.

6 comentários em “Proliferação de caramujos africanos na Praia do Bom Abrigo

  1. Boa tarde, Somente para esclarecer este assunto é Recorrente em nosso Bairro e já tentamos com a Vigilancia – Setor de Zoonoses solução para o problema, sendo que eles visitaram o terreno e disseram que iam tentar junto a Prefeitura uma solução.
    Novamente fizemos 2 denúncias hoje sobre o problema dos Caramujos no terreno baldio da praia do Bom Abrigo, bem como enviamos e-mail para a cintia.zoonoses@gmail.com – bióloga da Vigilância em Saúde da PMF -tel. 3338-9004. Pedindo providências. Estamos acompanhando este assunto.
    Seguem protocolos, para acompanhamento.
    Com relação as melhorias do Bairro – Foi previsto no Orçamento da Prefeitura e está prevista no Pacote de Obras da Prefeitura a revitalização da Orla e melhorias no Largo do Bom Abrigo – Rua Plácido de Castro.
    Att.
    Sidney Krueger
    AMABA
    protocolos denúncias PMF – Nº Denúncia: 001487/19 Senha:57883A4 e Vigilancia Sanitária – Procotolo: 08815914

    1. Excelentes informações, Sidney! Vamos levar para conhecimento da comunidade através de uma matéria?

  2. Aliás aquela região está precisando urgentemente de Lei, limpeza de terrenos, casas abandonadas, carros mal estacionados, manutenção nos decks, as barras de proteção estão podre, manutenção nos aparelhos de exercícios, ruas esburacadas, cachorro passeando e fazendo necessidades na areia da praia é uma pena, pois ali é uma área de beleza digna de cartão postal.

    1. Verdade, concordamos com você, Marcelo, o Bom Abrigo está precisando de mais atenção por parte do poder público, das associações e dos frequentadores. Parece que está mesmo abandonado e temos observado todas estas irregularidades que você apontou. Se quiser colaborar com sua opinião, com fotos/vídeos, textos, etc, poderemos publicar aqui no Viva Coqueiros. Obrigado pela sua participação! É desta forma que mudamos para melhor o nosso ambiente.

Deixe uma resposta para Viva Coqueiros! Cancelar resposta