Bruxas de Itaguaçu – a lenda

O local
Diz a lenda que as bruxas da região queriam fazer uma linda festa aos moldes da alta sociedade. O local para o encontro festeiro seria a praia do Itaguaçu, em Florianópolis, o mais belo cenário da terra.
bruxas_itaguacu__coqueiros_floripa
Foto Viva Coqueiros
Os convidados
Todos seriam convidados, os lobisomens, os vampiros e as mulas-sem-cabeça. Os mitos indígenas também compareceram, entre eles estavam os curupiras, os caiporas, os boitatás, e muitos outros.
Em assembléia, as bruxas decidiram não convidar o diabo pela razão de seu imenso fedor de enxofre e pelas atitudes antisociais, pois ele exige que todas as bruxas lhe beijem o rabo como forma de firmar seu poder debochadamente absoluto.
bruxas_itaguaçu_coqueiros_floripa
Foto Viva Coqueiros
A ira do Diabo
A orgia se desenrolava, quando surge de surpresa o diabo que entre raios e trovões, raivosamente irritado pela atitude marginalizante das bruxas, as castiga, transformando-as em pedras grandes, que até hoje flutuam nas águas do mar verde e azul da praia do Itaguaçu.
Daí o nome do lugar na língua indígena:
ITA = Pedra + GUAÇU = Grande
Placa Bruxas Itaguaçu Florianopolis
Essa placa, com a história das Bruxas, está fixada em uma das Pedras de Itaguaçu. Foto: Viva Coqueiros
A história da lenda
Gelci Coelho, o Peninha, escreveu esta lenda baseada nas histórias de Franklin Cascaes.
Quem passar pelo salão de festas das Bruxas de Itaguaçu poderá ler a historia do Peninha em uma placa de ferro, pregada em uma das bruxas (oops, em uma das pedras).
Franklin Cascaes (D), Juarez Machado e Gelci Coelho, o Peninha, na década de 70
Franklin Cascaes (D), Juarez Machado e Gelci Coelho, o Peninha, na década de 70
Quer mais bruxas?
Você poderá ver aqui também:

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina.

Siga o blog do Viva Coqueiros e receba, em primeira mão, as matérias publicadas aqui. 

Doença no Parque?

Na quinta-feira, dia 09 de janeiro, foi publicada a seguinte matéria em um jornal de Santa Catarina. caes_parque_coqueiros_florianopolisO conteúdo foi compartilhado por diversas pessoas nas redes sociais, o que nos fez buscar mais informações sobre este caso. Durante uma semana, estivemos no Parque de Coqueiros, perguntando para os donos de cães sobre esse caso, e se conheciam algum pet que havia contraído as doenças citadas. A resposta foi que ninguém sabia de um caso de cinomose ou parvovirose no Parque de Coqueiros, em Florianópolis. Por isso estamos publicando aqui esta questão. Se alguém souber de algum caso, por favor, comente aqui. florianopolis_parque_pets_coqueiros Nota: a matéria esqueceu de indicar que, para cães vacinados, não há perigo de contrair as doenças.

Nota2: a matéria indica “Grande Florianópolis”, mas só escreve sobre o Parque de Coqueiros. Somos “Grande Florianópolis“?

Então, amigos, o melhor é continuar com as vacinas em dia. Bom Parque a todos!  🙂

Viva Coqueiros!

Florianópolis, Santa Catarina. 

Era um canteiro? Seria uma praça? Não, é um terreno privado!

Na quarta-feira, dia 08 de janeiro, fomos chamados por um morador que fazia a seguinte pergunta: o que será construído no final da Avenida Almirante Tamandaré (em Coqueiros, Florianópolis)?

Não sabíamos. Então, fomos até lá.

Chegando ao local, os tapumes indicavam que era aquele o terreno que foi citado pelo morador. Mas, a grande surpresa que tivemos é que o terreno estava exatamente no meio, cortando a Avenida.

Enviamos a seguinte foto do terreno ao nosso perfil do Facebook, com o seguinte comentário:

Florianopolis Coqueiros

“Início das obras de um prédio comercial, no final da Avenida Tamandaré.  Nota: não sabíamos que o canteiro central da avenida era, na verdade, um terreno.Vivendo e aprendendo em Coqueiros. :)”

Enfim, descobrimos que o canteiro central, que estava sendo solicitado para ser uma praça era, na realidade, um terreno particular, onde será erguido um prédio comercial.

A comunidade, Coqueirenses de morada ou de coração, comentou sobre a informação no nosso perfil.

apume_tamandare_florianopolis

Veja como era o local onde será construído o prédio comercial. Foto de  1947. A Avenida Tamandaré era a Rua da Represa, pois passava um rio por ali. Veja aqui

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Rua da Represa, em 1947. Atual Av. Tamandaré em Coqueiros

ruadarepresa_florianopolis

Foto do álbum da Sra. Zair Almeida Tibau, gentilmente cedida por sua sobrinha, Ana Alaíde Silveira Almeida Schauffert.

Essa imagem foi obtida de onde existe o viaduto sobre a Avenida Almirante Tamandaré indo até a Avenida Max de Souza. O ano é 1947 e nela aparece a famosa represa e a lagoa onde os moradores pescavam. Os mais antigos do bairro ainda chamam a Avenida Almirante Tamandaré de “RUA DA REPRESA” – Dalton Santos, morador de Coqueiros.

Curta a página do Viva Coqueiros no Facebook

Quer ver como está e como ficará o local da lagoa hoje? Veja aqui

A bucólica Praia do Bom Abrigo em 1948

Evento Social e Esportivo na Praia da Saudade na década de 50

Praia das Palmeiras em 1950

Tempos idos, que acordam cada vez que se olha uma imagem, um cheiro, um som ou um sonho.

Viva Coqueiros!

Florianópolis, Brasil

Veja como era o Fedoca (By Cuca). O famoso Cantinho da Amizade.

As Bruxas de Itaguaçu X Ilha de Páscoa

Bruxas Florianopolis parte 2

A marca de roupas Beagle veiculou dois outdoor aqui em Coqueiros: um na frente da AABB, em novembro/dezembro passados; e o outro (ainda ativo), em frente ao Parque de Coqueiros, no bairro de Coqueiros, em Florianópolis.

A locação foi em um ambiente na Ilha da Páscoa, na Polinésia oriental, com carrancas esculpidas nas pedras (os moais). Passando rápido pelo outdoor, pareciam as pedras (bruxas) de Itaguaçu.

Por isso, pela semelhança, resolvemos trazer para esta segunda parte de As Bruxas de Itaguaçu, este tema, baseado em fatos e fotos reais.

Veja a foto do outdoor que ainda se encontra em frente ao Parque de Coqueiros.

outdoor_beagle_florianopolisPerdeu a primeira parte de As Bruxas de Itaguaçu? Veja aqui 

Salve, Ziza

Salve, Ziza

O teu pai foi Camisa
marcou o seu jogar
o teu canto suaviza
nossa terra e o mar
salve, Mestre Ziza
vamos te celebrar!…

Nos cantos dessa Ilha
está sempre teu cantar
és estrela que brilha
por qualquer lugar
seguimos tua trilha
vamos te celebrar!…

(Pedro Bertolino/ Fpolis./ 04.10.013)

Poeta Zininho
Poeta Zininho

As bruxas de Itaguaçu – Florianópolis

Bruxas Florianópolis Itaguaçu

Essa foi boa!

Florianópolis é a Ilha da Magia. Mas é em Itaguaçu, em Coqueiros, na região continental, que são encontradas as bruxas que foram petrificadas pelo diabo, quando iam a uma festa e não o convidaram.

Leia aqui a Lenda das Bruxas de Itaguaçu.

Buuuuuuu, um dia, elas irão se vingar. Quem viver, verá!

Quem tiver fotos das bruxas, pode enviar para nosso e-mail, que publicaremos: floripacoqueiros@gmail.com