esgoto-mar-coqueiros-florianopolis

Pontos impróprios para banho em Coqueiros e árvores no chão



O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina anuncia um aumento de 31.04% dos locais impróprios para banho em Florianópolis e o bairro de Coqueiros tem alerta em toda a sua região. Segundo o IMA, foram 87 pontos em que a coleta foi realizada, com 27 deles sem condições de balneabilidade, contra 12 locais acusados no laudo anterior.

O mar de Coqueiros não está para banho

Na região de Coqueiros em Florianópolis, praticamente todas as praias estão contaminadas por esgoto doméstico. Gerações e mais gerações que vivem aqui na região olham o mar sem tocá-lo, fazem pose para fotos, catam conchinhas e não são permitidas a se banhar, a levar as crianças a aprenderem os primeiros nados, a proporcionar um convívio com a natureza marinha, além de bater um papo com amigos e vizinhos, ou seja, fazer a social.

O mar de Coqueiros não é esgoto / Viva Coqueiros

Em um mundo que presa por sua visão de sustentabilidade, Florianópolis não pode reclamar por um posto nobre nesta escala ecológica. São muitos os seus olhares para o concreto, muitos investimentos em cimentos verticais e pistas de tapetes pretos horizontais.

São árvores de décadas e até centenárias arrancadas em uma manhã aqui em Coqueiros para construção, e ainda justificam que a figueira não era nativa.

Segundo Afrânio Bopré alertou em seu Instagram,

a NATUREZA DE cOQUEIROS PEDE SOCORRO

CORTE DE ÁRVORES EM COQUEIROS! Nosso mandato recebeu diversas denúncias sobre o corte de 16 árvores em um terreno em Coqueiros realizados ontem, autorizado pela Floram. Hoje fui a campo fiscalizar. No lugar, será construído um prédio pela Construtora Afinco.

As árvores derrubadas foram 2 Palmeiras reais, 2 Ameixeiras amarelas, 2 Cinamomos, 2 Shefferas, 1 Goiabeira, 4 Leea Rubras, 1 Grandiúva, 1 Figueira e 1 Amoreira. A situação revoltou os moradores da região.

Vou solicitar formalmente a Floram toda a documentação e estudos que basearam a autorização de corte.

Além disso, vou apresentar um Projeto de Lei (PL) para determinar que todas as autorizações para corte de árvores emitidas pela Floram sejam publicadas com 15 dias antes de sua validade.

Precisamos de transparência para garantir a fiscalização da gestão ambiental de nossa cidade!

@afranioboppre50


Ora, pois, a justificativa foi que as árvores não eram nativas. Nativas ou não, quem argumenta com essa retórica não liga para a história. São mais de 100 anos que a figueira se encontrava no terreno ao lado do Clube Doze e décadas das demais.

Agora, o mar, aquele que não pode abrigar em seu manto com águas refrescantes as pessoas, porque está poluído com dejetos das próprias. A prefeitura de uma cidade é aquela que é eleita para ajudar, para fazer o melhor para seus moradores, para receber quem vem de fora com o que se apresenta de mais bonito e prazeroso, em condições de qualidade.

É a nossa morada. E os visitantes irão pensar: é assim que vocês vivem? Com esse mar de mer…

Veja aqui a lista de praias que estão impróprias para banho na região de Florianópolis, com grifo nas daqui de Coqueiros.

Locais impróprios para banho em Florianópolis

  • Lagoa da conceição (em frente ao canto da amizade)
  • Praia Brava (no riacho)
  • Praia da Armação do Pântano do Sul (Foz Rio Sangradouro)
  • Praia da Base Aérea (ao lado do trapiche)
  • Praia da Beira-mar Norte (em frente à Praça Esteves Junior)
  • Praia da Beira-mar Norte (em frente à rua Altamiro Guimaraes)
  • Praia da Beira-mar Norte (em frente ao monumento da polícia militar)
  • Praia da Caiacangaçu (na altura do número 12.820 da Estrada Geral do Ribeirão)
  • Praia da Saudade (no canto esquerdo da praia)
  • Praia da Tapera (no meio da praia)
  • Praia das Palmeiras (no meio da praia)
  • Praia de Canasvieiras (em frente à rua Acarí Margarida)
  • Praia de Ponta das Canas (em frente à Rua Alcina Janis, no canal)
  • Praia de Ponta das Canas (à altura do número 5.281 da Estrada Geral na Lagoa)
  • Praia de Sambaqui (em frente à rua Servidão Paraíso das Flores)
  • Praia de Sambaqui (na Ponta do Sambaqui)
  • Praia de Santo Antônio de Lisboa (em frente à Praça Roldão da Rocha Pires)
  • Praia de Santo Antônio de Lisboa (em frente à Servidão Hipólito Machado)
  • Praia do Balneário (em frente à rua José Cândido da Silva)
  • Praia do Bom Abrigo (em frente à rua Teófilo Almeida)
  • Praia do Cacupé (próximo ao número 4000 da Rodovia Haroldo S. Glavan)
  • Praia do Itaguaçu (entre o trevo e a rua Euclides da Cunha)
  • Praia do Jardim Atlântico (em frente à rua Elesbão Pinto da Luz)
  • Praia do José Mendes (no meio da praia)
  • Praia do Matadouro (Belmira Isabel Martins)
  • Praia do Meio (No meio da praia)
  • Praia do Ribeirão da Ilha (Frente à praça)

Para que um balneário seja considerado impróprio para banho é necessário que em mais de 20% das amostras coletadas nas cinco semanas anteriores a quantidade dessa bactéria seja superior a 800 por 100 mililitros ou se, na última coleta, o resultado for superior a 2000 Escherichia Coli por 100 ml.

Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina

Portanto, estamos doando o nosso mar de Coqueiros à Escherichia Coli e tirando a possibilidade de aproveitarmos para vivermos com a sorte de tê-lo aos nossos pés sem poder usufruí-lo.

Mar é vida. Mar não é esgoto. Mar é tudo.

Leia aqui o protesto do Viva Coqueiros, em busca de uma vida melhor para a nossa região.

Em relação às denúncias, aceitamos todas e de todas as pessoas. Portanto, fiquei de olho ao seu redor e denuncie se vir agressão à nossa natureza. Sobre o mar, reivindique nas urnas a limpeza, o tratamento, vamos pegar essa pauta para eleger quem cuidará de Coqueiros como nós merecemos. E vamos em frente! Mar limpo e árvores vivas!

Viva Coqueiros. Por inteiro!

Leia o relatório de balneabilidade emitido no último dia 19 de novembro pelo IMA (Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina).


Curta a página do Viva Coqueiros no Facebook

Olha a gente aqui no Instagram

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina.

Praça do Abraão será inaugurada no sábado

O então Parque do Abraão, assim como foi prometido pela Prefeitura,  e que seria o maior parque da região continental de Florianópolis, será inaugurado neste sábado, 1, às 9h.

O Parque estava prometido com uma extensão de 50 mil metros quadrados, mas acabará sendo inaugurado com 22 mil metros quadrados, o que o leva a ser considerado como uma praça.

No momento da inauguração, a Praça, localizada no final da rua João Meirelles, contará uma pista de areia para caminhada, bicicletário, campo de futebol, quadras de areia de vôlei e futevôlei, parque infantil, pet place, academia ao ar livre, horta comunitária, mesas para jogos de tabuleiro, banheiros e estacionamento para 54 veículos.


Continue lendo “Praça do Abraão será inaugurada no sábado”

Temporal e vento forte provocam queda de outdoor na avenida Max de Souza

A queda de um outdoor na avenida Max de Souza, em frente ao posto de combustível, nesta terça-feira, 29, por volta das 15h15, deixou em alerta o bairro de Coqueiros em Florianópolis.

O Viva Coqueiros recebeu estas fotos da moradora Lioni Rebelato, que indicou que o temporal e o forte vento acabaram por derrubar o outdoor em cima dos carros.

Segundo Lioni, o vento e a chuva foram muito fortes.

Se o vento continuar é capaz de os outros outdoores caírem também.

Neste momento, a empresa responsável pelos outdoores está no local.

Curta a página do Viva Coqueiros no Facebook

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina

Siga o blog do Viva Coqueiros e receba, em primeira mão, as matérias publicadas aqui.

De Coqueiros à Ilha de Floripa Zininho conta sua história


Poeta Zininho dirige seu jipe de Coqueiros à Ilha de Florianópolis

Vídeo de 1984, em que o poeta Cláudio Alvim Barbosa, o Zininho, compositor de Rancho de Amor à Ilha, o  hino de Florianópolis, dirige seu jipe pelas ruas da cidade. O vídeo inicia no Abraão, no Edifício Poeta Zininho, logo ao lado da Padaria Lisboa e da Mercearia Ori.

Em seguida, pelo caminho, passa pela orla das Bruxas de Itaguaçu, seguindo por Coqueiros em direção à Ponte e ao Centro.

A história do poeta Zininho

Enquanto dirige seu jipe, Zininho narra a sua história, desde sua infância.

Além de ser um artistas com muitas histórias, muitas delas escritas em forma de poesia, conseguimos um pouco mais de sua trajetória de vida e de artistas.

Cláudio Alvim Barbosa, o Zininho.

Nasceu em Biguaçu/SC, em 8 de maio de 1929 e faleceu em 05 de setembro de 1998. Inicialmente seria chamado Horzino, mas seu pai o registrou com o nome de Cláudio; por isso, o apelido Zininho, como ficou conhecido. Foi poeta, músico, radialista, motorista de táxi, carnavalesco e boêmio. Desde cedo mostrou seu talento musical. Aos oito anos fez sua estreia com sucesso, cantando músicas caipiras no Teatro da UBRO durante apresentação do Conjunto Demônios do Ritmo, de Waldir Brazil..

Aos 10, preferia ouvir rádio a brincar com os colegas. Aos 13, apaixonou-se e descobriu-se poeta, inspirado por paixões e seu amor por Ivete Vieira, mais tarde sua esposa e mãe de seus 4 filhos: Sandra, Jairo, Rose e Cláudia. Em 1947 estreou na Rádio Guarujá com o programa “Gentleman do Samba”, cantando sambas da época. Foi operador de sonoplastia e ponta nas novelas. Proprietário e motorista de táxi, adorava transportar os artistas contratados para shows. Em 1950 produziu na rádio Diário da Manhã diversos programas musicais, entre eles o Bar da Noite, que tinha como crooner a cantora Neide Mariarrosa que viria a ser a grande intérprete de suas canções.

A maioria de suas composições nasceram em mesa de bar, rodeado de amigos. Também criou vários jingles para programas de rádio e casas comerciais. Sua criação mais famosa, o “Rancho de Amor a Ilha”, criado em 1965 foi oficializado como Hino de Florianópolis, em 1968 – Fonte Cláudia Barbosa


Curta a página do Viva Coqueiros no Facebook

Viva Coqueiros! Por inteiro.

Florianópolis, Santa Catarina.

Siga o blog do Viva Coqueiros e receba, em primeira mão, as matérias publicadas aqui.